sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Então é Natal!

Olá galerinha! Tô meio sumido né? Muitas coisas aconteceram e eu não postei nada sobre elas. Prometo fazer alguns posts de ano novo no bom estilo da "retrospectiva do que nós não falamos aqui", mas agora vamos a um assunto que sugiu na minha cabeça 5 minutos atrás: Natal.
Eu sei que é óbvio que já estava pensando em Natal muito tempo antes de 5 minutos atrás mas a idéia do post só veio agora, so whatever...
O Natal é uma data muito criticada pelo ser humano e quando falo em crítica eu espero que vocês entendam o significado da palavra. Não importa quem você seja, sendo pessimista, otimista, idiota, trapalhão, etc. o Natal é a época em que todos se reúnem para simplesmente confraternizar uns com os outros numa "falsidade melosa". Chocado? Ha! Muita gente pensa assim. Tem gente que acha que entendeu o verdadeiro espírito do Natal e que tudo tem que estar bem para todos não importa o que aconteça. Essas críticas não se resumem ao Natal, todas as festas de fim de ano têm esse conceito.
Sei que não falei de todos os exemplos de filosofias natalinas que passam na cabeça desses adultos. Mas vamos deixar de papo furado e entrar em ação.
Não adianta negar. Todos já fizeram isso na vida. O problema da idéia do Natal ou de qualquer outra festa de fim de ano, não é uma questão religiosa ou filosófica. É um problema seu. Sabe o que acontece? Conforme a gente vai crescendo vamos ficando rancorosos, e pode parecer meio contraditório, mas a gente tende a ficar mais pirracento nesse processo. Perdão não significa se abaixar e pagar um bola-gato milhão de reais para alguém. Na verdade, se você acha que não tem que perdoar ninguém beleza também, apenas não estrague o dia do seu próximo. A idéia de benevolência que o Natal tenta passar não é uma coisa com data marcada, é algo que deveríamos praticar a todas as horas dos anos. Se você acha que o Natal é uma data para falsidade ou acha que é uma data para perdão pense de novo, por favor.
O problema de todos nós é esse materialismo centralizado. Além de querermos trazer todas as coisas para o nosso plano físico e dizer "porra, eu sou foda!", nós temos a mania de querer apontar para as coisas centralizando-as. Se você diz que é uma data falsa, é porque todas as datas da sua vida, foram, são e continuarão sendo F-A-L-S-A-S, falsas. Não é uma questão de Natal ou não! Deixe de ser hipócrita! FAÇA CADA DIA DA SUA VIDA UM DIA MELHOR SEU BABACA! E não adianta dizer que um dia melhor para você é o dia que você matar, esquartejar ou estuprar fulaninho ou fulaninha não! Se você tem problemas com alguém resolva-os por VOCÊ, e não pela pessoa que você acha que te trouxe esse problema! Não vá fazer merda em cima de merda e achar que vai ficar cheiroso!
VENÇA TODOS OS SEUS PRECONCEITOS, DIVIRTA-SE, FALE COISAS QUE NÃO VÃO TER SENTIDO! E MANDE O MUNDO IR SE FUDER PORQUE VOCÊ ESTÁ SE DIVERTINDO UM POUCO! Se não, junte todo o seu rancor, toda a culpa que você acha que ainda tem e
MORRA AGORA OU CALE-SE PARA SEMPRE!

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Post rápido (talvez)

Oi pessoal, eu passei em QUALI.
Se você não entendeu simplesmente ignore, isso faz parte do efeito colateral do meu tarja preta.
Bem, como faz tempo que não posto nada, tô dando uma passadinha aqui só para mostrar aos leitores que não me conhcem pessoalmente que estou vivo (mais vivo ainda depois de ter passado direto em QUALI). Agora está vindo o Natal e eu deixei passar muitos temas legais que eu devo escrever quando me sentir confiante para isso. Enquanto isso, nada melhor do que dar uma olhada nos meus posts já existentes, para conhecer o blog e tambpem votar na pobre da enquete no fim da página, ela tá tão murchinha, só 8 pessoas votaram até agora, eu esperava pelo menos 20 pessoas até pruqe tem muita gente no meu orkut que não gosta de mim para votar (e lá tem opções perfeitas para essas pessoas!). Bem é isso... no mais:

MORRA AGORA OU PASSE DIRETO EM QUALI.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Inteligência.

Ultimamente eu tenho pensado, já perceberam que o conhecimento de ciências exatas é algo supremo comparado às outras para a maioria das pessoas?
Seja sincero, quem você acha mais inteligente, alguém graduado em história, ou em física?
Bem, por mim, eu acho que os dois DEVEM ser brilhantes! Obviamente que dependendo da importância que cada um deu ao seu curso é que vai dizer quem se tornou mais inteligente.
Segundo os dicionários, inteligência é algo como a faculdade de conhecer, de compreender, perspicácia, destreza. Seríamos então todos iguais? Sim, provavelmente. Sabe qual é o problema? Ninguém aprende tudo exatamente como você.
Desde a época do Chaves já se dizia "Ai que burrrrrro! Dá zero pra ele". Para o mundo capitalista, esse mundo que nós vivemos, fica muito fácil você decidir quem é melhor para trabalhar com você dividindo as pessoas em duas partes: inteligentes e burros. Só que para você dividir as pessoas assim, você tem que provar que isso existe.
Adivinha o que nasce daí? Provas. E das provas, a educação. E da educação, a competição. E da competição, as Olimpíadas no Rio. O capitalismo transforma o mundo numa grande competição a fim de selecionar os melhores. Aí vem outro problema. José Dono de Indústria da Silva Sauro precisa de trabalhadores qualificados para no máximo 1 ano, se não, vai perder tempo, e tempo é dinheiro, e dinheiro não se perde. Ele já contribui com a educação de seus futuros operários, porém esse processo é lento e os alunos ainda precisam de mais 3 anos para se formarem de vez. Zézim Chefia do Trabaio, como é conhecido entre os operários mais chegados, decide então assistir algumas das aulas que seus futuros operários estão tendo e percebe uma coisa que o faz transformar 70% da sua face em dentes sorrir de orelha à orelha. Alguns alunos tem uma rapidez de entendimento superior a dos outros, e, como Zézim só quer os melhores mesmo, decide colocar o ensino no ritmo dos melhores da sala, assim, somente os "mais inteligentes" vão ser selecionados.
Dois problemas:
  1. O primeiro, é que o Zézim, divulga essa idéia;
  2. O segundo, é que ele só assistiu algumas aulas.
Os alunos que ele julgava serem "mais inteligentes", na verdade eram apenas mais habituados a entender aquela matéria em questão da maneira que estava sendo passada. Os outros precisavam que o professor os transmitisse aquela idéia de outra forma. Porém, pelo fato de o destino ser cruel, os alunos "mais inteligentes" se tornavam os outros em outras matérias.

Delícia. O resto da história você deve conhecer. "O problema do mundo é a educação" é o que desde pequenos nós escutamos todos dizerem. Eu discordo. O problema do mundo é a forma de educação. Os sistemas de educação não estão nem aí para a sua capacidade, e esse "estar nem aí" acaba sendo transmitido aos professores que terminam por não transmitir nada para alguns. E que se danem, são só alguns.

Mas talvez, eu esteja sendo muito duro, a realidade é outra Thales. Muitos alunos não se esforçam o suficiente para aprender certas coisas. Não se esforçam porque não lhes convêm.

Hummm... Não lhes convêm por quê? Por que desconhecem a importância do "saber"? Desconhecem porra nenhuma. A verdade é essa. Todos querem aprender algo, truques de vídeo-game, utilização de instrumentos, jogar bola, pular dando mortal, enfim, todos querem. E a prova de que eles podem se dar até bem, é a própria imagem do trabalhador brasileiro. Dá uma pesquisada aí no Google para você ver quanta gente está no mercado informal por aqui. A maioria deles está trabalhado informalmente porque quando se deram conta, foram apenas mais uns que não foram classificados para participar do Big Brother mercado competitivo capitalista do Seu Zézim, eles não são inteligentes ou não estão preparados o suficiente, segundo ele. Se não estão, como é que tem gente que mantém um padrão econômico de classe média para sua família graças ao mercado informal? Simples. Seu Zézim não soube buscar o que esse cidadão tinha de melhor, não teve paciência para lhe transmitir conhecimento.
Esse cara, INTELIGENTEMENTE, virou o jogo usando as melhores cartas que possuía, abaixou o Exódia e berrou:
Exódia...
OBLITERAR!
MORRA AGORA OU CALE-SE PARA SEMPRE SEU ZÉZIM!

sábado, 23 de outubro de 2010

Cara nova do blog.

Aha!
Blog de cara um pouquinho nova. Bem, eu finalmente consegui baixar um programa que edita imagens bom. O Photoscape tá atendendo muito bem às minhas vontades, recortar imagens, mudar planos de fundo, fundir fotos, inverter posições e cores, inserir imagens, fazer café, enfim, estou gostando dele.
Bem, não vou demorar muito neste post, prometo postar algo antes do próximo final de semana. Só para embromar, o blog tem recebido várias visitas ao longo desse tempo. Obrigado a todos que acessam, peço que aqueles que entram mudos e saem calados e não escrevem nada passem a se sentir mais a vontade para deixar sua marca aqui. Fora isso...
MORRA AGORA OU CALE-SE PARA SEMPRE!

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Erros.

Herrar é umano. Errar é humano.
Quem nunca ouviu ou falou este dizer? Todos nós estamos prestes a errar, mas poucos estão dispostos a adimitir isso. Desde que o ser humano começou a viver em sociedade as coisas se tornaram um pouco mais complicadas para seus instintos selvagens. Enquanto só, um homem acarretaria com todos os erros que cometesse, mas aí amigo, veio a sociedade e, agora, seu erro muito provavelmente não atingiria somente a si mesmo, todos ao seu redor estariam comprometidos. Isso não é nenhum tipo de crítica à vida em sociedade, é apenas um estudo para que vocês entendam o que eu estou prestes a escrever.
Do erro, nasce a culpa, da culpa nasce a difamação, da difamação, a falsa difamação e daí é que nasce ele: o X-9, dedo-duro, o cacuete. Na sociedade um homem é capaz de destruir o outro expondo suas fraquezas, criticando suas atitudes. E mais, não há pré-requisito para a vítima, pois umas mentiras aqui e ali, desde que bem forjadas, dão conta do recado.
Pode parecer injusto, mas um erro pode realmente ser algo bem catastrófico, para remediá-lo necessitamos tomar certas precauções, os famosos "cuidados". Só que a realidade também anda com a gente, parceiro. E ela dita algumas regras, uma delas é: NADA é perfeito. Sempre, tudo, está sujeito à uma falha, e é essa falha que vai ser julgada como um erro pela população.
Hoje eu realmente não estou escrevendo coisas que existam certo ou errado, exato ou impreciso. Hoje estou escrevendo sobre uma coisa que nos faz tomar atitudes, que nos faz apontar a cara de seu próximo e destruí-lo de dentro para fora, mas, ao mesmo tempo, falo de algo que pode ser perdoado e aliviar a essência do seu próximo. Não há escolha correta. Você perdoaria um assassino? Mesmo se ele tivesse matado a pessoa com a qual você mais se importa no mundo? Não há resposta certa para isso.
Tudo o que decidimos e deixamos de decidir define quem somos, como vivemos, o que sentimos e aprendemos. Não há resposta certa quando a questão é ser alguém. Nós erramos e nem sabemos, às vezes até achamos que acertamos, mas no fim, deu errado. Hoje eu não vou escrever algo certo ou errado, mas eu vou me sujeitar ao erro para quebrar o medo que ele mesmo causa. Não tenha medo das acusações, erre com todas as forças, mas lute para alcançar seus próprios objetivos. Torne-se um colecionador de erros como eu, e talvez, um dia, consigamos nos livrar por um minuto da pressão imposta por essa vida louca, sentar e trocar essas figurinhas.
Hoje eu não estou aqui para criticar, estou aqui para motivar, portanto:
VIVA AGORA OU FALE PARA SEMPRE!

sábado, 9 de outubro de 2010

Internet.

Internet. Um assunto que eu queria estar bem inspirado para escrever aqui. Não que eu esteja tão inspirado agora, mas...
A internet é, hoje em dia, quase que uma forma alternativa de vida. Tem gente que não consegue ficar um segundo fora da internet, não que seja algo ruim, na verdade, tanto faz. O que às vezes me intriga são algumas pessoas fazendo coisas que se faz na vida real na internet. Namorar pela internet, sinceramente, eu não vejo graça, tudo bem, se for para conhecer alguém e marcar um encontro e tal, mas não é disso que estou falando.
Namorar na internet de maneira que até o ato sexual é feito via web é meio foda tenso. E isso é sério! Tem gente que chora porque desfez uma amizade na internet! Então cuidado pessoal, estar lendo esse blog pode não ser uma boa idéia é uma ótima idéia.
O que eu acho um tanto que interessante é que mesmo com toda a informação em tempo real disponível, não só em questões sérias como notícias, mas também em questões de diversão, como em jogos online, blogs e vídeos, mesmo com tudo isso, tem gente que entra na internet simplesmente para se perder, deve ser quase como usar uma dorga droga, uma válvula de escape. Daí eu cheguei a uma incrível conclusão: a internet é tão mal utilizada que se torna uma bagunça.
A internet hoje em dia é repleta de pessoas que tentam expor suas opiniões, algumas são felizes e outras não (e eu acho que eu sei onde me encaixo XD), além delas existem aqueles que estam aqui só porque o nariz escorre, o óculos lhe garante 99% da visão (não só no sentido do olhar, mas também do enxergar, entende?), o apoio do teclado lhe incomoda a barriga gorda, alguém bagunça com a vida real dele e, por último, mas não menos importante, porque eles necessitam falar mal e bagunçar a "vida virtual" de alguém. Na vida real ele ACHA que não tem chance alguma de encarar alguém, mas na internet, ninguém inventou o soco via e-mail (ainda... >=D), então ele pode descarregar toda essa raiva que ele tem do mundo aqui.
Resumindo, a internet é repleta de gente mal-educada e sádica doida para xingar você, pessoas tentando expor opiniões e tornar o mundo um pouco melhor (mesmo que não consiga, o que vale é a intenção, né?) e pornografia.
Óbvio porra, para que você achou que internet foi criada? Para a guerra? Desde os tempos de Adão e Eva primórdios a internet serve única e exclusivamente para masturbação. Por isso é tão difícil de se divulgar algo como um blog, depois de driblar os babacas da internet e competir com a pornografia, a gente ainda tem que implorar para que as pessoas acessem e LEIAM, depois disso é só aguentar todos os palavrões e xingamentos do público e se sentir satisfeito.
Parabéns a você que não precisa descontar nada em ninguém, aos demais:
MORRA AGORA OU CALE-SE PARA SEMPRE!

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Inutilidade.

ÊÊÊ!
Votei!
Legal, legal...
Tá... grandes merda votar ¬¬"
Hoje estou aqui para falar de algo que não tem nada tudo a ver com isso: Inutilidade; hoje em dia inutilidade é a palavra usada contra sonhos, ideais, votos, pensamentos, entre outros que não me vêm a mente agora.
Quando alguém quer destruir algo de maneira limpa, começa taxando a inutilidade naquilo. Não que não existam coisas inúteis, mas tudo depende do momento, e não é o que eu vejo por aí. Alguns exemplos de coisas inúteis eu vou citar e contra-atacar abaixo:
  1. Voto Nulo: Vou pedir licença ao Felipe Neto e dizer escrever aqui: "Nem comece a falar, Troll". Primeiramente, voto nulo e voto branco eu já não sei se são iguais ou diferentes, porém, com certeza, o voto nulo é o voto que você usa para dizer que não concorda com nenhum dos candidatos! Então não tem essa de "Ah! Ela é burra, mas pelo menos deu o bilhete único para o Rio". Não concorda, não vota, porra. Outra coisa que me irrita também são pessoas que, ao invés de votarem nulo, votam num candidato totalmente qualquer dizendo que dá no mesmo. PORRA TROLL! Se liga! Tem uma diferença muito grande entre você dar o seu voto para qualquer um e você dar o seu voto para ninguém!;
  2. Jogar: Qual é o problema em jogar video-game, cartas, bola, pedra-papel-tesoura, PC, meupai,minhamãeeminhatianajanela? Alguém, pelo amor de Deus, Buda, Cosmos, Satan me explica por que se divertir altistamente é algo tão ruim assim? Tudo bem, eu sei que tem criança que encasqueta no video-game, não sai por nada e tira notas horríveis além de não fazer amizade alguma, mas desde que ela tire boas notas qual é a porcaria do problema em deixar o moleque jogar video-game? Ou então, deve ser algo realmente inútil, deve ser por isso que tem cirurgião que joga video-game e ganha mais do que o quíntuplo que meu pai,minhamãeeminhatianajanela ganha;
  3. Sonhos: Qual é o problema de eu sonhar que vou ser o primeiro humano imortal do planeta? O-SONHO-ÉMEU-PORRA. Sonhar é ótimo! Te dá uma meta, dá um motivo para lutar! Muitas pessoas morrem sem completar ou contemplar seus sonhos, mas o que vale é a luta! Eu sempre comparo um sonho a uma bala, é gostosa enquanto dura, mas insaciante ao acabar. É sempre complicando parar de pegar balas do pacote depois que você acaba de chupar / mastigar / gengivar uma.
Bem, por hoje é só... Lembre-se, não é porque o seu candidato não foi, não vai ou não está indo para o segundo turno que você tem que votar em um safado qualquer! NULO LÁ! Caso contrário:
MORRA AGORA OU CALE-SE PARA SEMPRE!

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Nada a ver...

Eu tô meio indignado hoje, resolvi então falar de coisas que eu não entendo de maneira alguma. As famosas coisas "nada a ver" que nós conhecemos. O motivo da minha raiva é uma professora de português que trata minha turma como um bando de babacas do fundamental. A mulher é louca! Gosta de tampas de banheiro escolar abaixadas, tem sérias dificuldades em entender a diferença entre os números 2 e 4, sendo esse, provavelmente o motivo dela achar que duas quatro duas aulas válidas dela são o suficiente para poder passar uma prova com a desculpa de que uma outra professora nos deu duas quatro sete oito mil duas aulas, e o pior é que, não satisfeita, a mulher ainda faz a questão de nos enviar um material que constam de, nada mais, nada menos que um total de TREZE páginas para a turma ler em uma semana repleta de outras provas. Maldita professora prova de português!
Olha... Nada a ver...
Bem, o primeiro exemplo de coisa nada a ver são professores. Tem uns que são meio nada a ver... E, mais uma vez, eu agradeço (de verdade) por existir exceções. Outro exemplo de coisa nada a ver, é a felicidade em achar seu próprio dinheiro.
Porra.
Pensa seu tosco! Se você encontra, significa que estava perdido, então, se o dinheiro sempre foi seu, significa que você o perdeu por alguns instantes! Não é motivo para ficar feliz como se estivesse mais rico agora. Ah... Já sei, vai falar que o que eu to falando não tem nada a ver né? Então me ajuda aqui na matemática professora de português: Você tinha R$50,00, "perdeu", achou. Quanto você tem?; Cálculo de [Ag+]: 50-50+50=50, parabéns gênio!
Outra coisa que eu nunca entendi, propagandas do tipo: "AIDS mata". É? Mas o vírus da AIDS acaba com seu sistema imunológico e só, não é? Você morre por causa de baixo sistema imunológico? Ou morre porque pega uma doença braba graças a isso? Eu sempre pensei no vírus da AIDS como o mandante do crime e a outra doença em questão, como um calango bem pago que faz o "serviço".
Outra coisa que eu não entendo é o porque dos motoristas de ônibus comprarem a briga pelas empresas contra as pessoas com direito a gratuidade.
P
U
T
A

Q
U
E

P
A
R
I
U
!
!
!
Você não vai ganhar comissão nem nada seu vagabundo! Porra, tem estudante querendo ir para escola para se tornar alguém melhor para o mundo e você não tá deixando seu corno! Você e essa sua empresinha de merda a qual você vende sua alma trabalhando de maneira insalubre com um papel não muito diferente de um BURRO numa CHARRETE! E é por isso que, mais uma vez, eu A-D-O-R-O as exceções!

Vou parar por aqui porque tô nervoso demais e tá sobrando para o meu teclado, sem contar que eu já estou começando a ser repetitivo demais. Vou deixar por fim a última coisa nada a ver:
Eu não ter um RioCard.
No mais:
MORRA AGORA OU CALE-SE PARA SEMPRE!

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Decisão.

Ontem, por volta das 21:30h, eu meio que já quase me decidi sobre o que vou fazer na faculdade. Com todo esse lance da UFRJ abrir as inscrições somente pela internet por apenas uma semana, tal decisão foi uma correria para mim...
Revolvendo ao tempo em que a vida era bela e eu não sabia, meu único problema era escolher algum curso técnico para fazer integrado ao segundo grau. De fato, uma escolha bem tensa na época, bem, por motivos cósmicos eu vim a escolher química e/ou informática, depois dos resultados das provas para o CEFET e CEFET Química, eu acabei ficando com algo parecido com a primeira delas, Controle Ambiental. O nome do curso não me agradava de início, mas depois que eu vim conhecer a verdadeira forma satânica da química (Quali, comentada no post abaixo), biologia e ecologia, magicamente, tornaram-se agradáveis para mim. Mas até aí seria fácil demais, era só escolher algo relacionado àquilo para a facul...

Porra nenhuma.

Eu sempre tive aversão a sangue, não que eu desmaie quando mato aqueles mosquitos gordos, mas eu não dôo nem vejo ninguém doar sangue de maneira alguma. O caminho então não é biologia, nem ecologia. Ainda assim, aquela vontade de ser um cientista de laboratório não tinha sumido de dentro de mim, foi aí que o destino brincou comigo. Eu sou horrível para dar conselhos e tudo o mais, acabo fazendo essas coisas sem querer, como por exemplo, naquela vez em que eu me interessei por um curso de design gráfico para o qual eu havia sido sorteado e ganharia um desconto absurdo e não fiz porque "Esse não seu objetivo Thales" (estas palavras não foram usadas por mim). Que delícia, agora o que eu escolhi na faculdade tem algo haver com isso, mas, enfim, graças a esse desconto eu acabei avisando a alguns amigos e, pelo menos um deles, conheceu a carreira da vida dele. Comigo acabou acontecendo algo parecido.
Fiquei sendo perturbado a fazer uma faculdade com alguém, tive que negar Jesus a facul três vezes mais de três vezes. Paguei a língua.
Nanotecnologia, aí vou eu.

MORRA AGORA OU CALE-SE PARA SEMPRE!

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Fogo de Palha.

Hoje, finalmente, eu fiquei com vontade de escrever no blog de novo. Bem, não pretendo demorar muito nesse post, afinal eu estou começando a achar que criar um blog foi fogo de palha meu. Assim como escolher fazer curso técnico de química, este blog foi feito no puro fogo de palha. Primeiro que eu não gosto de postar no blog e ficar implorando pedindo para que meus amigos leiam as merdas que eu escrevo aqui, eles são meu amigos porra, não quero torturar eles...
Já aqueles conhecidos e colegas, como bom anti-social (viva a língua portuguesa de antes da reforma ortográfica!) tímido, eu não tenho cara-de-pau intimidade o suficiente para pedi-los algo assim. Nessas situações, eu me sinto como se estivesse chamando essa pessoa para algo que vai foder com a vida dela. Além do mais, meio que algo me diz que se o blog for realmente bom as pessoas vão entrar e gostar e tal e coisa. Mas, assim, se você lê e gosta, me ajuda na propaganda aí. =/ Só para me motivar a escrever mais um pouquinho. Te prometo um obrigado e uma bala juquinha ;D.
Ultimamente minha vida escolar tem estado tensa. Com a abertura do vestibular para a UFRJ, o ENEM se aproximando cada vez mais e a Química Analítica Qualitativa II (QUALI II para os mais chegados) da minha escola me expondo a todos os tipos de estresse possíveis (todos mesmo), sinto que estou a beira da loucura. Ainda nem sei o que fazer na faculdade, só sei que não pode rolar sangue, português, geografia, química analítica e nem muita física. Tem alguma idéia do que eu posso fazer? Deixa nos comentários.
Algumas coisas um tanto que engraçadas vem acontecendo ao mesmo tempo. Mas assim, coisas ERRADAS que são engraçadas, sabe, quando você ri querendo chorar? Mas eu já vi isso acontecer, não foi novo para mim, então rir foi o melhor remédio! ^^
Graças a tudo isso eu resolvi adotar a uma frase que eu espero não ter copiado de ninguém: Cansei de seguir as regras dos jogos, agora, eu sigo o jogo das regras.

Já escrevi demais! Deixo agora minhas sinceras recomendações do que fazer depois de ler este post:
MORRA AGORA OU CALE-SE PARA SEMPRE!

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Volta às aulas

Bem, deixando de lado toda propaganda eleitoral gratuita de Jesus que me enviaram achando que servia como resposta ao que escrevi no meu blog, estou voltando a escrever, só que já vou avisando: época de aula.
Vocês já devem ter reparado que eu não sou muito fã da minha escola. Bem, graças a mesma e ao ENEM que vou prestar, eu não devo conseguir postar com assiduidade aqui no blog. Volta às aulas para mim cheira a trote. Nada contra, já me diverti muito dando trote, mas tem gente que tem uma espécie de tara em dar trote. É estranho. Hoje eu não estou muito inspirado para escrever, mas decidi escrever para anunciar minha volta e que realmente não devo ter muito tempo de escrever por agora.
Ah! Além disso, vou fazer um teste aqui no blog, vou marcar esse post com palavras próprias de barraco e putaria sacanagem. Se você encontrou meu blog graças a isso, por favor deixe sua marca aqui, nem que você me xingue de alguma coisa, diga também qual foi a palavra que você procurou e se você puder participar da enquete: ;D.
Se não encontrou meu blog graças a isso, tudo bem, você também é bem vindo, desde que não queira me converter também ^^.
De resto:

MORRA AGORA OU CALE-SE PARA SEMPRE!

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Assuntos intocáveis: o molde social

Eu andei tocando em alguns assuntos que com certeza não agradaram/agrada/agradarão algumas pessoas. Eu criei esse blog sem um intuito muito concreto, simplesmente deu vontade e eu não tinha muito o que fazer. Já fazia um tempo que eu me sentia meio vazio, inseguro demais, apesar de ter uma boa autoconfiança algo me perturbava, eu não me sentia como eu mesmo.
Não demorou muito para eu entender que esse sentimento era proveniente do molde social. Eu estava falando o que a sociedade queria ouvir, fazendo o que a sociedade esperava que eu fizesse. Eu estava virando apenas mais um.
Decidi então por para fora meu verdadeiro eu, me sentir um pouco mais livre, mesmo que isso condenasse meu conviver com a sociedade! Por isso, eu NÃO QUERO pedir minhas sinceras desculpas a ninguém que sentiu a carapuça servir! Afinal esse é um problema seu com você mesmo! Tenho recebido e-mails meio que como resposta ao que eu digo aqui. Acreditem, nada do que eu escrevo aqui é sério! Eu discordo de muitas coisas que escrevo aqui, coloco-as apenas em verdades que eu conheço, mas não como verdade absoluta. Então parem de me enviar com essa de tentar me comover pela exceção da regra, isso não vai funcionar, não me comovo com isso, muito pelo contrário, é graças ao VERDADEIRO bom religioso, ao motorista de ônibus sangue-bom e ao vagabundo escolar que tem algo na cabeça sim senhor que o mundo tem uma chance! Mas se você insistir em me ver com maus-olhos quando o que eu realmente tento apresentar é o contrário, por favor:

MORRA AGORA OU CALE-SE PARA SEMPRE!

domingo, 11 de julho de 2010

Coisas do capeta

Faz um tempo que não faço um post, mas garanto que esse assunto vai ser muito... polêmico.
Você nasceu em torno dos anos 90? Então provavelmente você conhece desenhos como Pokémon, Digimon e Dragon Ball, correto? Quando eu era criança, eu assistia esses três desenhos com afinco, me lembro que na época eu até tinha SKY, o que alimentava o meu vício nesses desenhos. Além deles, também tivemos Shaman king, Beyblade e Yu-Gi-Oh. Com este último veio a febre dos TCGs (Trading Card Games) que nada mais era que o jogo de carta dos desenhos que estavam fazendo sucesso. Tudo isso é do capeta.
Nada contra a crença de cada um, mas eu passei por isso tudo, via todos esses desenhos, (ainda vejo desenhos do tipo) cheguei a jogar três TCGs diferentes (Pokémon, Yu-Gi-Oh e Magic) e se EU sou um ser encapetado, eu realmente não sei o que certas pessoas que eu tenho em mente são. Provavelmente são o próprio capeta, ou o chefe dele, se é que existe.
Então antes que eu critique demais a religião (pois essa sim, eu sou totalmente contra) e antes que apareçam comentários de que eu sou ateu, (eu tenho as minhas crenças, mas não participo de religião alguma) quero dizer que a religião tem seu papel importante. Existem pessoas que realmente se tornam melhores por causa de uma religião, eu só acho que a religião deve ter um papel de trazer apoio teológico, ou seja, em problemas "espirituais" que eu chamo carinhosamente de "conflitos internos". Não é papel da religião dizer o que você deve assistir ou não, comprar ou não, jogar ou não, falar ou não, etc. Essas coisas você deve fazer da maneira que lhe agrade e se alguém não gostar, o máximo que você pode fazer por ela é não praticar isso perto dela.
Eu não gosto de religiões, mas não digo JAMAIS que fulano ou siclano não deva seguir uma, isso é de cada um, mas EU, nunca seguirei uma religião porque eu vejo como algo falho. Como vou buscar um (ou mais) Deus (ou qualquer entidade superior) numa coisa organizada por algo tão falho como os humanos? Eu não me sinto seguro dessa forma. Se você se sente, meus parabéns e com todo respeito siga em frente e me deixe para trás.
Agora que eu já coloquei meu ponto de vista, vamos a parte engraçada. Fiz um um TOP5 de coisas que REALMENTE DEVEM SER DO CAPIROTO, aí vai:
  • 5º Lugar: Peixes Espinhentos: Existe coisa pior do que você esperar horas pelo almoço de domingo para descobrir que na verdade você não vai comer, mas sim catar espinhas? Isso com certeza é obra do demo. Aquelas espinhas que ficam entre a carne só para conseguirem entrar camufladas na sua boca no intuito de se depositar entre os seus dentes, na gengiva e naquele espaço que ficou da sua estração de sisos como agulhas de puro mal;
  • 4º Lugar: Verão: Esse não podia faltar. Preciso dizer mais alguma coisa? O Verão é a pior coisa do mundo. Ele faz com que você pegue ônibus cobertos de areia trazidas por serventes do chifrudo, faz você ficar fedendo de oito a dez SEGUNDOS depois de sair do banho gelado, aumenta seu consumo de energia e ocasiona grandes tempestades que desabam morros destruindo casa de gente honesta e burra pobre;
  • 3º Lugar: Trem direto com destino a Central do Brasil: Embarque plataforma 1 linha A. E lá vai aquele bando de gente, parecem os pingüins empurrando um ao outro para ver quem cai primeiro no mar para ser devorado pelas feras aquáticas chamadas orcas. Só que aqui o empurra empurra é por aquele lugar para sentar que o capeta deixou vazio só para proporcionar o caos, depois ele ainda piora a situação abarrotando o trem, fazendo-o avariar, proporcionando tiroteio em estações, colocando crentes berrentos do seu lado, colocando celulares berrentos e funkeiros do seu lado e fazendo os ambulantes te espremerem naquela pessoa fedorenta ao seu lado para passar;
  • 2º Lugar: Motoristas de ônibus: São entidades trazidas do inferno para dirigir o ônibus que você, estudante de escola pública, sua avó e seu primo cego pegam com gratuidade. Eles te deixam no ponto, arranjam desculpas para te deixar no ponto, não param no ponto e ainda são estressadinhos. E o pior é quando eles se juntam com alguns amigos deles conhecidos como os honrosos fiscais de ônibus nascidos de mulheres da vida. Aí não há uniforme que esteja certo, não há carteirinha original, não há aula hoje na sua escola, mesmo que isso tudo seja mentira;
  •  1º Lugar: Ignorância: Acusações mal-feitas, desconfiança, pensamentos seus sobre o que Fulano está pensando que acabam virando verdade só para você. A ignorância com certeza é o mal do mundo e quem é que está por trás disso? Não, não é o Michael Jackson e nem o aquecimento global, é ele, O DIABO! Claro! A ignorância é um sentimento que nasce dentro de cada um, uma sementinha plantada por ele que espera pacientemente por um sentimento ruim seu regá-la. É ela que faz você desconfiar porque seu vizinho não te dá bom dia há uma semana, você começa a pensar que ele não gosta de você por algum motivo, aí de repente você desconfia que ele sabe que o muro que você fez para dividir o terreno foi espertamente colocado para você ganhar um pouco mais de espaço, de repente você tem certeza disso, só que o seu vizinho só não te deu bom dia, porque ele simplesmente estava viajando.
Espero que ninguém se sinta atacado com isso, porque meu único intuito é fazer as pessoas pensarem de forma divertida, mas também, se você estiver ofendido:

Morra agora ou cale-se para sempre!

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Anime Family

Você já ouviu falar de otaku? Não? Já ouviu falar de anime? Já, né? E já ouviu falar de "fãs retardados de animes" também, com certeza. Então, o Anime Family é o maior evento de anime do Rio de Janeiro e reúne uma cabeçada incrível desses fãs, que entre eles mesmos são conhecidos como otakus, para os meninos e otomes, para as meninas. Na verdade, no Japão essa palavra é usada para uma pessoa alienada de alguma forma, sendo comum ser usada para chamar alguém de nerd. A verdade é, que aqui no Brasil, esse grupo é visto como pessoas sem infância, retardadas e muitas vezes, acabam sendo confundidos com outras tribos graças a alguns fatores como cabelos e maneira de se vestir.
Então, eu não me importo de ser chamado ou não de nada disso, nem pretendo defender ou ofender tais tribos, mas vou esclarecer algumas coisas. Em tais eventos, as pessoas costumam usar fantasias de personagens de desenho japonês, jogos, desenhos em geral e até mesmo livros e filmes, estas fantasias garantem uma grande diversão ao evento pois algumas fantasias ficam REALMENTE LEGAIS, tendo que tirar foto com todo babaca que pede. Portanto, quando você ver aquelas pessoas na fila de cabelo roxo, espetado, enfiado no cu, etc, é porque aquela pessoa está/fez/pretende fazer algum cosplay, o mesmo vale para a roupa. Ainda acontece de alguém gostar de algum personagem e querer ter um cabelo igual ao dele, porém graças a aparência exótica, o melhor lugar para se ir com tal cabelo é o evento. E ainda acontece de pessoas que não fazem nenhum cosplay mas se aventuram a usar lentes, roupas diferentes e blablabla whiskas sachê.
Ainda assim, eu sei que existem pessoas muito porras loucas nisso, mas vou  te contar um segredo senhor crente: na sua igreja também tem. O que eu realmente quero deixar no ar hoje, é o seguinte, se alguém faz parte de alguma coisa, não significa que ele é exatamente igual a TODO mundo que participa daquilo, acredite, eu participo desses eventos já faz um tempo, eu não faço meu cabelo (muito pelo contrário, ele é que se faz, da maneira que ele ficar é como eu deixo), não uso maquiagem e se você não me conhecer direito você nem vai achar que eu frequento essas coisas. Rotular as pessoas para mim é o PIOR preconceito que existe, então, se você tem um preconceito, faça como eu:

MORRA AGORA OU CALE-SE PARA SEMPRE!

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Sobre o blog

Mais um dia passou e eu me sinto obrigado a postar mais alguma coisa já que não estou fazendo nada. Hoje eu dei uma lida no que eu já postei aqui e percebi que já estou fugindo da ideia inicial do blog, portanto, a partir de agora, escreverei sobre coisas meio sem sentido, assim como o nome do blog (não se vocês repararam, mas morrer ou calar-se para sempre é QUASE que a mesma coisa, tal frase imperativa não deixa muita escolha, entendem?).
Então hoje vou falar sobre algumas das coisas que eu gosto, porque isso, COM CERTEZA, não faz sentido algum.

  1. Cultura japonesa: Essa tinha que ser logo a primeira. Existem muitas coisas na cultura japonesa as quais eu admiro e gosto. Primeiramente, adoro a educação padrão do país, respeitar os mais velhos e um pouco daquela coisa de ter uma vida honrosa até fim que existem desde a época dos samurais. Além disso, eu gosto da língua, acho uma coisa assim meio de criança, assim como os trocadilhos da própria língua também, mas isso são coisas que eu conheço graças aos animes que assisto, que aliás, é a maneira com a qual eu faço mais contato com a cultura nipônica. Muitas pessoas olham para isso como se fosse coisa de criança ou de nerd. "Ah, ele é nerd, ele assiste desenho japonês até hoje." Sabe de uma coisa, é melhor que seja assim, porque eu andei pensando como as pessoas que não gostam seriam se gostassem e só deu desgraça. Então se você não gosta NÃO PROCURE GOSTAR, morra agora ou cale-se para sempre quanto a este assunto;
  2.  Rock: Bem, é o melhor estilo de música, na minha opinião. Tendo uma visão geral, é meu estilo de música favorito, ultimamente tenho escutado muito rock internacional, nada dessas bandinhas porcas brasileiras que tem saído ultimamente (as que são realmente boas que me perdoem), não preciso nem citar nomes de banda né? Pode acreditar eu escuto tudo que é tipo de rock e em todos os vários idiomas. Japonês, inglês, alemão, português, etc. Só não sou fã de metais muito pesados graças ao público alvo, odeio rodinha punk;
  3. Mulher: O que você esperava? Eu sou um homem ora porra!
  4. Jogos: Não é uma questão de video-game ou jogos de computador, eu realmente gosto de jogar quase todo tipo de coisa. é muito dificil eu me negar a jogar algo, principalmente se não conheço. Os únicos jogos que eu realmente não gosto são alguns esportes, como por exemplo futebol. Mas não se engane, adoro um basquete, handbol, volei, etc. Atualmente não estou jogando nenhum jogo arduamente;
  5. Pudim: É coisa linda de Deus. Quem não gosta de pudim deve morrer da pior maneira possível. Você pode ser indiferente a ele, é aceitável apesar de estranho, mas não gostar? Só se você for alérgico ou algo do tipo e odiar o pudim porque todos comem e dizem que gostam e você não pode, aí eu vou até a sua casa me desculpar pessoalmente, fora isso:

MORRA AGORA OU CALE-SE PARA SEMPRE!

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Velocidade de leitura (pág/h)

Estou aqui mais uma vez para fazer mais um post! Primeiramente vou falar sobre algumas coisas novas que me aconteceram, as tão aclamadas novidades. Eu atualizei as configurações do meu blog de modo que agora eu posso fazer umas formatações de texto mais gays legais. A outra é que, como vocês, meus leitores, sabem, ontem foi meu aniversário e eu fiz um devido post para o dia, eu já estou em época de férias no colégio, porém ainda faço um curso de inglês aqui "perto" de casa. Eu fui ao curso só porque nós havíamos combinado de ir no McDonalds se não eu com certeza teria cabulado a aula. XD
A minha turma de inglês não compareceu completamente, o que já era de se imaginar, de 6 alunos apareceram 2, 1 intruso e 1 atrasado, nosso professor também compareceu, ele não tinha muita escolha coitado. Foi divertido e eu ganhei meu único presente-presente do dia, o livro "A Farsa" que é um thriller meio romance policial escrito por Christopher Reich. Presentes-presentes são os presentes mais divertidos que recebemos, é aquele presente que vem embrulhado ou que simplesmente tem aquele suspense e você ganha um artefato que nem sempre é útil a você. Por isso, aqui vai a dica do blog "Morra agora ou cale-se para sempre": Compre presentes-presentes facilmente utilizáveis como livros, jogos, brinquedos ou roupas, caso não seja para uma criança.
Minha amiga e leitora Maria Carolina, também conhecida como Fror, foi quem me contemplou com tal artefato de grande utilidade. Eu já comecei a ler o livro mas ainda estou no capítulo dois, graças a minha velocidade de leitura. Bem, não vou enganá-los, só estou escrevendo sobre este assunto nerd mais sofisticado porque ela me pediu inspirou.
Fror é a garota que um dia vai para o Livro dos Recordes, sua velocidade de leitura é superior a 60 pág/h! Enquanto eu, um mero humano, leio apenas umas 20 pág/h, isso quando estou realmente embalado com o livro. Essa garota é capaz de ler mais de 60 páginas até de olhos fechados (?).
portanto o post hoje é quase que uma aula de física, acha que pode desafiar a Fror? Acha que é capaz de ler mais rápido que ela? Então comece a treinar seu pokémon e utilize a seguinte fórmula para calcular a sua velocidade de leitura:

Velocidade de leitura = Nº de páginas lidas / Tempo (h)

Para tanto use um cronômetro e veja quanto tempo você leva para ler uma página de um livro de tamanho comum que você não tenha lido ainda, após marcar o tempo, transforme a unidade de medida em horas (ou não, caso você tenha sido retardado o suficiente para ler uma página em mais de uma hora!). Coloque na fórmula: 1 / o tempo em horas gasto. Pronto, agora é só você pegar aquela calculadora que você comprou no camelô para poder colar na aula de matemática, física, estatística, português, enfim... e fazer o cálculo. Boa sorte, eu quero ver o resultado aqui no blog, me deixem a par das coisas!
Enfim, este post nerd acaba por aqui, fiz o que a Chata Carolina me pediu, testei minhas formatações de texto novas, agora só falta as pessoas pararem de ficar falando que temos um caso. Eu quero uma namorada, não um encosto.
E não se esqueçam que ao não gostar do blog sigam as instruções abaixo:

Morra agora ou cale-se para sempre!

terça-feira, 29 de junho de 2010

Hoje minha caixa de scrap vai bombar.

Hoje é o dia que há 18 anos eu nasci. É, eu já sei, agora eu posso comprar playboy sozinho, já posso ser preso, perdendo toda e qualquer oportunidade de matar, roubar ou sequestrar alguém. Essas piadinhas já estão manjadas, para mim a única que tem graça é "já não precisa mais mentir a idade no orkut", mas provavelmente a graça não vai durar muito tempo.
Pessoas me desejam um feliz aniversário de todas as maneiras: telefone, celular, mensagem sms, telepatia, sinais de fumaça, pessoalmente, espiritualmente, por msn e por último mas não menos importante, por mensagem no ORKUT! Êta dia bom para encher sua caixa de scraps! Aparece um monte de gente que você adicionou e quase nunca falou com você (ou esteve presente no seu dia-a-dia) para te dar feliz aniversário, sua caixa de scrap recebe um senhor "up" desdas meia noite do dia do seu aniversário até às 23:59 do mesmo dia (isso quando não aparece algum atrasado XD).
Não tô querendo desmerecer tais recados não gente, muito menos me fazer de coitado porque as pessoas não falam comigo, (até porque eu sei que isso é minha culpa XD) muito obrigado a todos!
Voltando ao assunto da caixa de scrap, se você tem orkut já faz algum tempo e não apaga suas mensagens, diz aí, dos seus 6546518468126548894 de recados 3215151465435457 são de aniversário né? Isso é muito divertido, significa que apesar de tudo existe alguém que gosta, atura ou é indiferente quanto a você ^^.
Não existe melhor presente de aniversário do que ser aceito por um montão de gente da maneira que você realmente é! Até mesmo as pessoas que não gostam de você podem pelo menos aceitar esse fato e ao meu ver, isso é ótimo, pois de certa forma ela também está te aceitando! Faz tempo que eu consegui me livrar desse negócio de "o que será que fulano tá pensando?", já vi destruir amizades e convívios, criar brigas e guerras, enlouquecer pessoas sãs! Hoje eu realmente posso dizer que sou livre disso, não que isso não passe na minha cabeça, mas não me influencia, pelo menos não totalmente. É uma política que eu adotei por ser meio incompreendido durante meu árduo caminho que já dura 18 anos: compreender a todos. Não é fácil e nem sempre consigo colocá-la em prática, mas posso afirmar com veemência que não condeno uma pessoa facilmente, sempre existe um pouco de inocencia em alguém culpado e vice-versa.
Bem, esse foi meu post de aniversário, espero que tenham gostado e que ninguém esteja ofendido, pois não tive intenção alguma de fazê-lo! Afinal, não passa de uma verdade distorcida pela minha opinião e é claro que tem suas exceções. Mas se ainda assim você quer me recriminar ou me processar, por favor:

Morra agora ou cale-se para sempre
Por que se não (agora) eu posso acabar sendo preso... ;D
E hoje é meu aniversário, tenha dó. D:

domingo, 27 de junho de 2010

Sim, eu passei direto.

Bem, devido aos comentários de duas grandes amigas, (não tô puxando o saco não hein XD) acabei me inspirando para fazer uma resposta em forma de postagem. É meu caro leitor, talvez você não tenha nehum tipo de ligação com escolas técnicas públicas e deve estar pensando mais uma vez: "Nossa, desespero bobo de alunos de escolas públicas... que coisa vergonhosa".
Eu espero que você já tenha parado de ler por aqui ou mudado de idéia, porque se não eu vou acabar sendo processado, e o pior é que isso agora vai ser um belo problema pois estou prestes a virar mais um "dimaió". Vou esclarecer que tal pensamento egoísta nos ofende MUITO, pode não parecer, mas a gente dá o suor, o sangue, a carne, os ossos e outras coisinhas mais que depende de cada um (comigo não rola!) nos estudos e muitas vezes os resultados são pouco favoráveis. Claro que existem aqueles que estão pouco se fodendo para os estudos, aliás estes se dividem em dois grupos: os que não se importam com aquilo pois simplesmente "não rola" e ele não precisa prestar contas a ninguém, muito menos aos seus pais ou responsáveis; e aqueles que só se importam quando percebem que estão prestes a reprovar porque se não "meu pai vai falar para caralho no meu ouvido".
Sabe o que é pior? Esse tipo de gente PASSA! Mais uma vez não quero dar uma de moralista nem quero criticar as pessoas que agem de uma dessas formas, mas não vou negar também que eu sinto um pouco de inveja de passar com, sei lá, 8,5 em matemática precisando deixar de dormir para conseguir isso e um adepto de um desses comportamentos passar com um 8 deixando de dormir para ir em festas de madrugada. Hahaha! Deixa eu fazer isso! Fico com 3, reprovo, me arrependo, tomo esporro e ainda vou ser visto como otário.
Mas, pelo menos eu, depois de tomar tanta porrada da vida e ser reprovado apenas em informática por um ponto graças a soma satânica entre uma viagem, um professor punheteiro, minha ingenuidade e a desorganização do meu colégio, me sinto completamente bem de ter perdido o sono para estudar e passar em tudo direto e ficar em casa sem nada para fazer acabando por criar esse blog!
Portanto meninas, boa sorte! Esforcem-se e sem essa de que vão reprovar! Beijos, abraços e auras de sorte para Bruna e Débora.

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Jogo do Brasil...

Hoje meu pai foi trabalhar e na hora do almoço ele deu um pulo aqui em casa para assistir o jogo e voltar ao trabalho. Ele trabalha realmente perto de casa, poderia ir de bicicleta, porém, frequentemente usa o carro. Se bem que eu não moro em uma rua residencia tranquila... moro numa ESTRADA, no meio do MATO! E portanto o trajeto de bicicleta se torna mais perigoso graças aos caminhões que frequentam o asfalto aqui.
Nada contra, mas eu tenho que pegar o ônibus para ir para o colégio e olha que eu estudo muito longe! A inveja fica se debatendo dentro de mim. Não é uma questão de querer que meu pai seja transferido para um trabalho muito mais longe ou que a nossa situação se inverta para que ele aprenda um "lição", até porque o velho já não tem nada a aprender, mas eu realmente gostaria de me ver na mesma situação que ele sem que isso o prejudique diretamente. Estou prestes a chegar na época para buscar um estágio e realmente espero conseguir algo por aqui por perto!
De qualquer jeito, Brasil e Portugal empataram num 0x0 digno de Vasco e América disputando o campeonato na segunda divisão! O Dunga baixou o Zangado e nem para fazer uma substituição para contra-atacar a jogada de Xadrez do técnico português. Nem vem, aquelas substituições aos 40 minutos do segundo tempo não contam! O jogo foi menos divertido que aquela contra a Costa do Marfim, aquilo sim foi jogo bom! Me lembrou Mortal Kombat, um jogo que eu nunca consegui entender por ser um jogo "mono-golpe". Vou traduzir, jogos de luta denominados por mim de "mono-golpe" são aquelas jogos de luta que não tem combos bonitos e estilosos mas sim uns combos furrécas de no máximo 6 hits por causa de um banda, um gancho, dois socos, uma magia e uma voadora. Outro exemplo de jogo mono-golpe é Tekken. êta porcaria de joguinho que nunca consegui jogar. Tudo bem, as pessoas já me mostraram que até tem uns combinhos legais, mas resumem-se a 3 ou 4 hits ou então a jogar o oponente para o ar e não deixá-lo cair no chão contrariando as leis da gravidade e de todo resto da física! Sem contar que eu sempre perco...
Falando em física, eu reclamei um pouco no início do post quanto ao meu trajeto para a escola, pois é, não sei onde vocês, leitores, moram, porém, (olha o que eu consegui fazer com a vírgula XD) daqui é horrível pegar qualquer tipo de tranporte público! Também, o que é que eu queria? Morando nos confins da natureza. Enfim, o ônibus demora e os motoristas, na sua grande maioria são, vão ser ou foram honrosos nascidos de mulheres da vida, principalmente quando se trata do assunto gratuidade. Enquanto que para pegar o trem, eu preciso pegar uma kombi para chegar até a estação e os motoristas dessas, na sua grande maioria são, vão ser ou foram filhos das putas mesmo. É claro que existem exceções. No trem o pobre maquinista pode até ter menos chances de ser xingado, porém andar naquilo em horário de rush pode te causar graves problemas de coluna e perdas de pequenos pertences valiosos como celulares, carteiras e "mptodososnúmeros" em meio a manada de passageiros.
Essas são coisas das quais reclamamos mas na verdade não damos valor a nossa própria reclamação, de que adianta não estar de acordo com algo e usá-lo? Sem querer parecer moralista, na verdade eu também me incluo nessa lista e também não pretendo sair como muitas pessoas não pretendem, mas é algo a se pensar. Você, Cidadão de Bem, é a favor do roubo? Não? Utiliza-se dele mesmo não sendo a favor? Não né? Mas, ainda você Cidadão de Bem da Silva Sauro, é a favor das condições em que está sujeito nesses transportes públicos? Não? Mas eu aposto que se utiliza dele mesmo não sendo a favor e, pelo menos no primeiro momento, esta situação te prejudica muito mais que a primeira, afinal, através de um roubo é capaz que você se safe com a quantia roubada!
Então é isso! por hoje é só, se gostou, obrigado e volte sempre! Se não...:

Morra agora ou cale-se para sempre!

Primeiro post

Muito bem, este é meu primeiro post. Como já se passaram da meia noite e eu ainda não fui dormir, deu vontade de fazer alguma coisa na internet. Eu queria mesmo criar um Vlog, (é... ache o que quiser, fazer Vlog tá virando modinha, mas eu quero fazer um porque eu quero) no entanto estou passando por uma carência digital, (estou sem câmera) o que me fez, por motivos óbvios, desistir de tal idéia. Portanto o que sobrou para eu fazer foi este Blog, não pretendo fazer posts frequentes nem muito grandes, isso aqui é somente o resultado de um início de férias tedioso pelo qual estou passando. (falta do que fazer) Falarei sobre algumas coisas que eu queira falar e só, o nome do Blog já te dá uma dica quanto ao tema central dos posts. "Morra ou cale-se para sempre", significa que são coisas não-discutíveis (ou não graças a teimosia e incompreensão alheia) e/ou não conclusivas, (ou não graças a teimosia e incompreensão alheia[2]) portanto "resta" morrer ou calar-se para sempre. Detalhe: o que está entre parentesis também vale para mim, já que eu estou abrindo tais assuntos a discussões e conclusões, espero mostrar apenas o quão certas coisas "inúteis" passam pela nossa cabeça e nós não damos o respeito, incluindo eu (repare o nós).

Então é isso, morra agora ou cale-se para sempre!